• ÚLTIMAS...

    quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

    ENTREVISTA - SYLVESTER STALLONE




    Logo após o evento promovido pelos irmãos Nogueira especialmente para Sylvester Stallone, em abril, a TATAME contou com seu “repórter especial” para entrevistar o astro hollywoodiano: Vitor Belfort. Famoso por ser o primeiro lutador a trazer o Boxe para o MMA, Belfort falou com seu ídolo sobre a possibilidade de lançar um novo Rocky do MMA para os cinemas, suas lutas prediletas e sua paixão pelo esporte: “MMA é um esporte incrível, hoje eu gosto de assistir tanto quando o Boxe”.

    Vitor Belfort: Quando eu comecei minha carreira, muitas pessoas me perguntavam de onde eu tirava minha inspiração, e respondia que era do seu filme, Rocky. Eu sempre me pergunto como você teve a inspiração para criar o Rocky Balboa?

    Sylvester Stallone: Acredito que para todo mundo, não importa o que faça da vida, a vida seja uma luta. Na verdade, a vida é como uma corrida ou uma luta, e é por isso que as pessoas amam lutas e velocidade, isso é psicológico. Muitas pessoas ao redor do mundo se sentem frustradas pensando que não estão fazendo o que gostariam de fazer, então eu precisava de uma idéia que fosse interessante para assistir num filme. Primeiro, pensei sobre um homem que trabalhava numa loa, ou um fazendeiro, mas isso não era interessante, então pensei num personagem que simbolizasse a todos: o lutador, mas não um lutador bom, um lutador que nunca seria o melhor, mas que poderia enfrentar o melhor, poderia desafiar o melhor e dar o seu melhor, mas que nem sempre precisasse vencer. Seus valores são diferentes dos do campeão. Ele apenas quer is lá, sentir orgulho e fazer o melhor que puder e é só isso que ele espera.

    VB: Então, esse é o grande segredo do sucesso do Rocky?

    SS: A razão pela qual Rocky deu certo não é por causa do Boxe, do exercício ou da mulher, é porque, quando ele conhece a mulher, ele percebe o que está faltando na sua vida, e começa a viver para alguma coisa além do Boxe ou lutas. Eu acredito que, assim como na sua luta, você não está apenas lutando pela Vitor, você está lutando por seus filhos e sua família, há muito mais coisas por trás de você. E isso é o interessante dessa história.

    VB: Você é um dos maiores responsáveis pelo crescimento da popularidade do Boxe. Você não pensa em fazer algo parecido com o MMA, como um novo Rocky no MMA?

    SS: Eu acho que nunca poderia por causa do Rocky, mas eu gostaria de dirigir um filme sobre isso. Na verdade, estamos pensando nisso, as pessoas já vêm me perguntar se eu gostaria de interpretar o “Máquina de Bater” (Mark Kerr). Eu disse “Máquina de Bater”? Antes de qualquer coisa, eu estou muito velho. Segundo, eu estou muito identificado com Rocky, então temos que pensar em outra coisa.

    VB: Como você vê o crescimento do MMA?

    SS: Assim como qualquer outro, eu pensei que isso não duraria, assim como o Full Contact Karate, Wrestling e Muay Thai, então eu comecei a assistir e pensei: ‘meu Deus, isso é muito difícil’, e então os lutadores começaram a se tornar ainda mais sofisticados. Isso é muito difícil, você tem um gigante contra uma pessoa normal dentro de uma jaula, muitas habilidades diferentes. Então eu disse: ‘isso é um esporte de verdade, e é incrível. Então, hoje eu gosto de assistir tanto quando o Boxe.

    VB: Qual foi sua luta de MMA predileta?

    SS: A luta entre Forrest Griffin e Rampage (UFC 86), e eu gostei, também, do Shogun vencendo o Liddell. O que gosto nesse esporte é que o nível é tão alto que você nunca sabe quem vai vencer. Você pode ter uma noite ruim e ainda vencer. Isso é tão rápido que você não pode tirar um olho do adversário. A platéia fica tão perto que o lutador pode ouvir tudo, coisas boas, coisas ruins, isso afeta o seu psicológico também.

    VB: Se você pudesse dar um conselho a um lutador, o que você diria?

    SS: Nunca desista, nunca ceda, nunca canse e eventualmente você vencerá.

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top