• ÚLTIMAS...

    quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

    COMBOIO DO TERROR (1986) - CRÍTICA DESTRUTIVA


    STEPHEN KING mesmo faz o trailer deste cult dos anos 80, como pode ver abaixo. E no próprio trailer ele diz : Vários diretores adaptaram minhas histórias, mas se quer fazer algo direito, faça você mesmo.

    Veja abaixo. 

    FICHA TÉCNICA 

    Direção: Stephen King - Gênero: Terror/Ação/Ficção/Stephen King - Duração: 97 min - Origem: EUA - Idioma: Inglês - Elenco: Emilio Estevez, Pat Hingle, Laura Harrington

    SINOPSE

    Durante a passagem de um cometa pela terra, é provocada uma rebelião de máquinas contra os humanos e são perseguidos até a morte.

    WHATTA FUCK!!!

    A Premissa da máquinas se rebelando contra os homens é sempre interessante de se ver nas telas...
    Porem, o que se vê na tela é outra coisa...

    Primeiro, como máquinas se expressariam com palavrões, como relatados no início do filme? Só para aparecer o "mestre" Stephen King, que aliás dirigiu esta "obra prima ". ASSHOLE no saldo da conta? Como assim? Difícil conceber uma loucura destas.
    Enquanto um jovem anda de bicicleta pela rua deserta, os regadores d' água vão ligando a medida que ele passa, e desligando!!! Parece a pior rebelião de todos os tempos. Que tipo de provocação assassina seria esta?


    E o casal recém-casados? Após serem atacados.. a mulher pergunta se o marido está morto. Ele responderia se tivesse? Whatta fuck...E na cena seguinte, ele se levanta, sua mulher fala para ele entrar no carro, e ele faz um cara de quem vai "encarar o caminhão"!!??...e entra no carro.
    Momentos antes, em meio a situações estranhas acontecendo, a mocinha recém chegada no posto de gasolina vira para o futuro herói no filme e diz : - Você é bonitinho. Notando um certo desdenho da parte dele, ela diz - Não tão bonitinho!!! A cena é ridícula.

    Logo depois, o caminhão do Duende verde, ataca um cara vendedor chato. Repare a cena.  Emilo Estevez tenta ajudá-lo, mas ele o empurra e continua no meio da rua. Daí ele começa a correr, e dá mais atenção ao chapéu para que não caia!!! E no corte seguinte parece que ele pula de encontro com o caminhão, e depois disto ficará agonizando desmaiado!!! até de noite quando descobrem ele.
    Noutro momento, eles descobrem um quarto cheio de armamentos de Pat Hingle, e tem a seguinte conversa:
    - Acha que ele roubou tudo isto? diz a mocinha
    - Não, acho que comprou...é mais seu estilo!!! Nonsense total...
    Talvez seja um dos filmes mais Whatta Fuck que assisti. Porque a premissa é bacana. Os atores faziam sucesso na época.
    Mas para encher linguiça, ele fazem de tudo. O que diriam, em meio a este caos, uma cena de amor, focando nos pés do casal recém formado sabe-se lá como. Ele , no clima , passa cuspe!!!!! na testa da moça para limpar algo. 
    Inacreditável!!!!

    E o que diria a cena fantástica da moça gritando "- we made you", ao som de buzinas e luzes do bar piscando. No caso, é o nome da letra título do filme cantada pelo AC DC, que aliás tem um carro destruído no início do filme.
    Pior é que gosto do filme... Prossigamos...
    E o fantástico resgate do vendedor de bíblias?
    O cara fica vivo lá o dia todo...a noite eles decidem resgatá-lo ao ouvirem gritos. Na mesma hora do resgate, aparece por lá o filho de um atendente do posto de gasolina. Ele vê o vendedor, e o vendedor parace morto de olhos abertos. Daí o resgate chega, e o vendedor agarra o menino, que pede socorro para a dupla que iria resgatar o vendedor. Quando chegam, um deles diz: - Vamos, ele está morto!!!
    Whatta Fuck!!!!
    Entendeu algo?
    Salvaram o menino, pelo menos...


    E o que diriam da conclusão da cena, quando Emilio Estevez atira com uma bazuca, explodindo um caminhão? Ele atira de frente para o caminhão, mas ele explode pelos lados...
    Finalmente, esta merda toda caminha para o fim , com a chegada do veículo do exército. A cena se justifica, mas sem lógica nenhuma. Os caminhões param , pois o veículo vem para forçá-los a abastecer todos. Só que primeiro a metralhadora vem metralhando todos, acando assim com a "mão de obra escrava". Sem contar, que e nos outros postos pelo resto do país? Mas máquinas de guerra como estas? 

    E ai lá vem a fantástica garçonete gritando "we made you" de novo, e sendo metralhada a seguir...
    Claro que não podia faltar o caminhão de papel higiênico explodido para limpar esta merda. 
    Voltando ao veículo do exército, ele se comunica com código morse. E é lógico que alguém no posto de gasolina entende código morse. Aliás, justo o garoto que foi resgatado por acidente. Fantástico.
    Culmina então com alguém dizendo: Não temos energia!! Prontamente, segundos depois a energia volta como se as máquinas escutassem...
    E afinal de contas, as máquinas precisam ser reabastecidas para que? se no dia a dia elas são abastecidas toda hora. O que as máquinas vão fazer? Ficar rodando...rodando...e abastecer de novo.
    Whatta fuck???
    E a conclusão da cena da explosão do veículo do exército? A câmera focada na bunda dos dois que fugiram da explosão. As máquinas se vingam, e destroem o lugar.


    Depois vemos o caminhão do Duende verde (óbvio), indo em direção aos heróis. Repare no avião que atinge um onibus. Ele cai exatamente na vertical.
    E logo a seguir a cereja do bolo. Eles passam por uma lanchonete, que começa a anunciar: HUMANOS AQUI! HUMANOS AQUI!.  Daí o garoto, cujo pai foi assassinado, vai e metralha a placa que anuncia em voz alta. A seguir ele entrega a arma e diz : Eu não faz isto mais!!! Tipo assim: matei alguem, mas não matarei mais. Ou já matei muita gente e acabei de me aposentar. É de travar o cérebro.


    Aí na sequencia seguinte, um carro de música infantil. E o cara diz para a moça: Eu mato este. Mas eles olham para o carro e fazem uma cara tipo -ué!! está vazio?? E pior que quem explode o carro é ela.
    E o que dizer do cara mal roubando um anel de uma morta pelo vidro elétrico de um carro ser punido pelo Duende Verde?
    Claro que, ao som de Who made who (podia ser a garçonete cantando), Emilio Esteves explode o caminhão, e eles parecem comemorar a final do Super Bowl. Aliás, o caminhão não explode com a bazuca, mas explode segundos depois espetacularmente. De um curto talvez....


    Por fim...acaba o sofrimento...com a seguinte informação:
    DOIS DIAS DEPOIS, UM OVNI FOI DESTRUÍDO POR UM SATÉLITE METEOROLÓGICO RUSSO. O OVNI ESTAVA EQUIPADO COM UM CANHÃO LASER COM MÍSSEIS NUCLEARES CLASSE 4.???????!!!!!!
    OVNI COM  MÍSSIL NUCLEAR CLASSE 4 ??? WHATTA FUCK!!!!!!!!!!
    AÍ ELES VÃO EMBORA NUM BARCO...
    Ué...todos os equipamentos foram animados, até maquina de cortar grama, máquina de refrigerante, mas nenhum barco?


    Meu deus...
    Pior é que eu ainda assisto esta porcaria...

    Artigo de
    Marcus Vinícius R. Pacheco




    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    • Comente com o Google

    2 comentários:

    Item Reviewed: COMBOIO DO TERROR (1986) - CRÍTICA DESTRUTIVA Rating: 5 Reviewed By: TUDO SOBRE SEU FILME
    Scroll to Top